12/02/2016

3. Leituras de Maio: Eleanor & Park, Rainbow Rowell


Título: Eleanor & Park


Autora: Rainbow Rowell

Edição/reimpressão:2015

Páginas: 336

Editor: Edições Chá das Cinco

 

 

Sinopse

Dois inadaptados. Um amor extraordinário.

Eleanor... é uma miúda nova na escola, vinda de outra cidade. A sua vida familiar é um caos; sendo roliça e ruiva, e com a sua forma estranha de vestir, atrai a atenção de todos em seu redor, nem sempre pelos melhores motivos.

Park... é um rapaz meio coreano. Não é propriamente popular, mas vestido de negro e sempre isolado nos seus fones e livros, conseguiu tornar-se invisível. Tudo começa a mudar quando Park aceita que Eleanor se sente ao seu lado no autocarro da escola.
A princípio nem sequer se falam, mas pouco a pouco nasce uma genuína relação de amizade e cumplicidade que mudará as suas vidas. E contra o mundo, o amor aparece. Porque o amor é um superpoder.

Críticas de imprensa

«Divertido, cheio de esperança, sensual e verdadeiramente de levar às lágrimas, este romance irá conquistar adultos e jovens.»

Kirkus Review

 

Outras Críticas

«Nunca vi nada como Eleanor & Park. É uma belíssima história de amor. Relembrou-me o que é ser jovem e apaixonado por uma rapariga, mas também ser jovem e apaixonado por um livro.»
John Green, autor de A Culpa é das Estrelas

 

http://www.wook.pt/ficha/eleanor-park/a/id/16113063

 

 

Este livro foi uma surpresa, uma linda mas trágica história de amor. Não tão trágica quanto Romeu e Julieta, mas intensa e bela retratada num ambiente mais contemporâneo. Eleanor é proveniente de uma família desajustada, um padastro com problemas de controlo de raiva e que bebe deixando a família num constante estado de alerta.

 

Eleanor vai viver com a mãe e é gozada pelos colegas devido à sua aparência invulgar, ao cabelo desgrenhado e à sua atitude algo estranha. Park ao contrário é um miúdo de origem coreana, sossegado, que mantém um perfil discreto e que não se mete na vida de ninguém. Park integra-se discretamente no ambiente escolar enquanto que Eleanor é gozada pelos colegas e logo no primeiro dia ninguém a deixa sentar-se ao seu lado no autocarro.  E assim começa o relacionamento de manbos, a partir do momento em que Park a deixa sentar-se ao seu lado a sua vida vai mudar.

 

Park ignora Eleanor nos primeiros tempos, mas vai-se apercebendo de que ela gosta de ler pelo canto do olhos as suas bandas desenhadas. E ele começa a ler devagar para ela o acompanhar. Park começa a deixar-lhe livros no lugar para ela ler. E começam a falar de outro tema de música, conforme os tópicos de conversa evoluem também assim evoui a sua relação. O primeiro amor de ambos, um amor marcado pela doçura, pela pureza, plea descoberta de sentimentos e pelo drama...

 

Não tinha ideia de ler este livro mas gostei muito desta história de amor, fiquei com a impressão de que o livro teria uma sequela. De que Park e Eleanor se iriam reencontrar um dia...

 

Período de Leitura: 12 a 16 Maio

 

Nota: 4 estrelas

0 comentários:

Enviar um comentário